13 dicas para recuperação depois da cesárea

Reprodução: Google

Muitas razões podem levar a uma cesárea. Seja qual for o seu caso, a decisão deve ser tomada pela mãe, em conjunto com o obstetra. Por mais absurdo que pareça, um dos pontos que muita gente acaba se esquecendo de levar em conta é o de que a cesariana é uma cirurgia e deve ser tratada como tal. Isso significa que, assim como qualquer outro procedimento desse tipo, exige cuidados especiais e paciência na recuperação.

Saiba como quais são as recomendações dos especialistas para o período pós-cesárea:

Quanto tempo é preciso ficar de repouso depois da cesárea?

Nos cinco primeiros dias, a recomendação é de repouso absoluto. Ou seja, quanto menos esforço a mulher fizer, melhor. Depois disso, ela pode ir aos poucos voltando à rotina e retomando as atividades. No entanto, é preciso respeitar o limite da dor: se determinada tarefa gera incômodo, significa que é hora de parar. Em geral, de 10 a 15 dias depois da cesárea, a mãe já se sente confortável para voltar ao ritmo normal. Atividades físicas mais intensas devem esperar.

Pode pegar peso depois da cesárea?

Nem pense em fazer movimentos bruscos ou carregar peso nos primeiros quinze dias de recuperação. Nessa fase, grandes esforços físicos podem atrapalhar a cicatrização e causar dor. Se tiver outros filhos, por exemplo, provavelmente precisará adaptar a rotina de cuidados. Carregar crianças no colo está liberado, desde que a mulher esteja sentada e atenta a chutes e batidas na área da cicatriz.

Depois de quanto tempo pode voltar a fazer exercício físico?

Voltar à rotina de exercícios físicos não é algo que acontece de uma hora para outra: é preciso ir com calma e sempre com acompanhamento médico. Depois de uma semana da cesariana, a mãe já pode fazer alongamentos e pequenas caminhadas, desde que respeite o limite da dor. Atividades mais intensas estão liberadas só após 45 dias da cirurgia. Vale lembrar também que o rendimento nos primeiros meses costuma ser baixo, já que a chegada do bebê atrapalha a qualidade de sono da mãe. Além disso, a desidratação em excesso por causa do suor pode diminuir a produção de leite e comprometer o aleitamento.

Como cuidar da cicatriz da cesárea?

Manter a higiene local é a regra número um para quem passou por uma cirurgia. No caso da cesárea, lavar a cicatriz com água e sabão neutro já é suficiente. Vale lembrar que deixar a área arejada também pode ajudar. Além dos cuidados de limpeza, é preciso ficar atento a possíveis sangramentos, aberturas e saída de secreções. Se isso acontecer, procure ajuda médica o mais rápido possível.

Cremes e pomadas para cicatrização depois da cesárea: pode usar?

Cremes e pomadas para cicatrização não precisam fazer parte da rotina da mulher no pós-parto. Eles só devem ser usados com indicação médica, em casos de infecção. Se o obstetra liberar, a mãe pode aplicar antissépticos para evitar contaminações por bactérias. Lembre-se sempre de que a cesariana é uma cirurgia que exige alguns cuidados especiais e, por isso, é preciso ter paciência. Depois de quatro semanas, os pontos já costumam estar bem cicatrizados.

Como diminuir o inchaço depois da cesárea?

É normal que as mães fiquem inchadas depois do nascimento do bebê, por causa dos líquidos acumulados no organismo durante a gravidez. No caso da cesárea, a sensação de inchaço costuma ser ainda mais frequente, já que a recuperação é um pouco mais lenta e o tempo de repouso é maior. Mas não há motivos para preocupação: depois de uma semana, o corpo começa a voltar ao normal. Massagens, drenagens linfáticas e meias elásticas podem ajudar a desinchar.

É normal ficar com o intestino preso depois da cesárea?

Depois do parto, a barriga fica mais flácida e o intestino mais preguiçoso. Com isso, muitas mulheres têm dificuldades para fazer cocô e ficam com as fezes mais endurecidas. Para que o intestino volte a funcionar, tome bastante água e prefira alimentos mais leves – de preferência, ricos em fibras.

Pode dirigir depois da cesárea?

A recomendação geral é esperar pelo menos duas semanas para dirigir, mas é preciso ter bom senso. A chegada de um bebê mexe com a rotina da família e muitas mães não conseguem dormir direito. Sem descansar o suficiente, o grau de atenção diminui e o risco de acidentes é maior. Por isso, só pegue no volante se estiver sem dor e bem disposta.

Que tratamentos estéticos podem ser feitos depois da cesárea?

Não existem normas que proibam mães de fazerem tratamentos estéticos depois do parto. Nesse caso, seu médico é o único que pode dizer quais estão liberados para você. Apesar de não serem proibidos, tratamentos de pele devem ser evitados. Isso porque logo depois da gravidez, a pele da mulher fica mais sensível e mais sujeita a manchas. Usar protetor solar nunca é demais!

Qual é a melhor posição para dormir depois da cesárea?

Não tem segredo: a melhor posição para dormir é aquela em que a mulher se sentir mais confortável. É comum que depois da cesárea as mães prefiram dormir de lado ou de barriga para cima, mas isso não é uma regra. O importante é respeitar a cicatrização da cirurgia e procurar uma posição confortável para relaxar. Se não tiver dor, dormir de bruços não é um problema.

Quanto tempo depois da cesárea pode ter relações sexuais?

O ideal é esperar pelo menos 30 dias para fazer sexo. Antes disso, o útero ainda está dilatado e o risco de infecções é maior. Se as primeiras vezes não forem tão boas, fique tranquila. No começo, é normal perder a libido e sentir dor com penetração, já que a vagina perde a lubrificação. E lembre-se que depois do parto também é preciso se proteger: use camisinha sempre!

Pode usar contraceptivos depois da cesárea?

Não só pode, como deve. Mesmo depois de a criança nascer, os riscos de engravidar de novo ou de contrair doenças sexualmente transmissíveis são os mesmos. A questão é: quais contraceptivos usar? Existem três tipos indicados para mulheres no pós-parto: a pílula à base de progesterona (que não interfere na amamentação), o dispositivo intrauterino (DIU) e a camisinha. É importante se proteger, mas consulte seu médico antes de escolher o melhor método para você.

Que tipo de absorvente pode usar depois da cesária?

Nas primeiras semanas, é normal ter sangramento depois da cesárea. Mas é importante lembrar que o lóquio, como é chamado, não se trata de hemorragia e nem de menstruação: ele acontece porque o útero ainda está muito sensível, passando por um processo de cicatrização. Por isso, usar absorvente é inevitável. Nessa fase, prefira sempre as opções externas e de algodão. Copinhos coletores e absorventes internos podem aumentar as chances de infecção e, portanto, devem ser evitados.

Fontes: Eduardo Mota, obstetra do Hospital Sírio-Libanês (SP), e João Alfredo Steibel, membro da comissão de Assistência ao Abortamento, Parto e Puerpério da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *